PNAD Contínua

A taxa de desocupação do trimestre, entre janeiro a março, foi de 11,1%, estável ante o trimestre anterior e caiu frente a igual trimestre de 2021, que foi de 14,9%.

A população desocupada, cerca de 11,9 milhões de pessoas, ficou estável frente ao trimestre anterior e caiu 21,7% ante o mesmo trimestre de 2021, que foi de 15,3 milhões.

A população ocupada, aproximadamente 95,3 milhões de pessoas, caiu 0,5% frente ao trimestre anterior e subiu 9,4% ante igual período de 2021.

O nível da ocupação, percentual de ocupados na população em idade de trabalhar, foi a 55,2%. Abaixo do trimestre anterior, de 55,6%, mas em alta comparado ao mesmo período do ano anterior, com 50,9%.

A taxa de subutilização foi de 23,2%, abaixo do trimestre anterior, com 24,3%, e em relação a igual trimestre de 2021, com 29,6%.

A população subutilizada, de 26,8 milhões de pessoas, caiu 5,4% contra o trimestre anterior e 20,3% frente a igual trimestre de 2021, que foi de 33,7 milhões de pessoas.

A população desalentada, de 4,6 milhões de pessoas, caiu 4,1% frente ao trimestre anterior e 22,4% ante igual trimestre de 2021.

O percentual de desalentados na força de trabalho, de 4,1%, ficou estável em relação ao trimestre anterior e caiu frente ao mesmo trimestre de 2021, com 5,5%.

O número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado, excluindo trabalhadores domésticos, foi de 34,9 milhões de pessoas, alta de 1,1% ante o trimestre anterior e 10,7% na comparação anual.

O número de empregados sem carteira assinada no setor privado foi de 12,2 milhões, ficou estável ante o trimestre anterior e subiu 19,3% frente a igual período de 2021.

O número de trabalhadores por conta própria, de 25,3 milhões de pessoas, caiu 2,5% na comparação com o trimestre anterior e aumentou 7,3% frente ao mesmo período do ano anterior.

O número de trabalhadores domésticos, de 5,6 milhões de pessoas, ficou estável no trimestre e subiu 19,0% no ano.

A taxa de informalidade foi de 40,1% da população ocupada, ou 38,2 milhões de trabalhadores informais. No trimestre anterior, a taxa havia sido de 40,7% e, no mesmo trimestre de 2021, de 39,1%.

O rendimento real habitual, de R$ 2.548, teve alta de 1,5% em relação ao trimestre anterior e recuou 8,7% em relação a igual trimestre de 2021.

A pesquisa foi realizada e divulgada pelo IBGE.

Publicado por Panizo

Estudioso do Mercado Financeiro e Investimentos. Em curso de Assessor Autônomo de Investimentos.

%d blogueiros gostam disto: