Índices de Construção

O INCC-M, Índice Nacional de Custo da Construção, subiu 1,24% em julho, abaixo do apurado no mês anterior, que foi de +2,30%. O índice acumula alta de 10,75% no ano e de 17,35% em 12 meses. Em julho de 2020, o índice subiu 0,84% no mês.

A taxa relativa a Materiais, Equipamentos e Serviços passou de +1,65% em junho para +1,37% em julho. O índice referente à Mão de Obra passou de +2,98% em junho para +1,12% em julho.

Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo foram as capitais que apresentaram decréscimo. Recife e Porto Alegre apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

O Índice de Confiança da Construção da FGV subiu 3,3 pontos em julho, para 95,7 pontos, o maior nível desde março de 2014, quando estava em 96,3 pontos. O resultado positivo se deve a melhora das expectativas dos empresários para os próximos meses. 

Em julho, 26,7% das empresas da construção apontaram aumento da atividade. Esse é o maior percentual alcançado desde outubro de 2012. 19,5% ainda relatam redução. O saldo positivo é um indicador importante da direção que o setor começa a tomar, mas a diferença ainda pequena mostra que esse movimento ainda não está consolidado.

Todos os dados foram levantados e divulgados pela equipe da FGV.

Publicado por Luis Panizo

Estudioso em investimentos gerais e economia.

%d blogueiros gostam disto: