Semana da Bolsa

Na semana, que fechou com proposta do governo de cobrar impostos sobre lucros e dividendos e desanimou alguns investidores no Brasil, tivemos alta nas principais Bolsas de Valores da Europa e nos Estados Unidos, inclusive novo recorde no SP500. A Bolsa de Valores de São Paulo, com a notícia, não seguiu as principais, e teve leve queda.

O IBOV, índice Bovespa, terminou a sexta-feira aos 127.255,61 pontos, com queda de -1,74% no dia, e fechou a semana em baixa de -0,90%.

Dentre as principais ações que compõe o índice, destaques para:

A Vale, VALE3, fechou a semana cotada em R$ 112,40, com alta de +1,23% no dia, que salvou a Bovespa. Na semana, apresentou bela alta de +5,06%.

Banco Itaú, ITUB4, fechou a sexta-feira em R$ 30,80. Queda de -3,18% no dia e de -4,64% na semana.

A Petrobras, PETR4, fechou a semana em R$ 29,10. Baixa de -1,85% no dia, mas com alta de +2,75 na semana. Continua brigando num nível de preço chamado de resistência.

A Brasil Bolsa Balcão, B3SA3, apresentou baixa de -1,77% nesta sexta-feira, fechando em R$ 16,69. Queda de -3,97% na semana.

As ações do Banco Bradesco, BBDC4, fecharam cotadas em R$ 26,39. Queda de -3,12% no dia e de -4,38% na semana.

Ambev, ABEV3, fechou em R$ 16,95. Queda mais forte de -5,57% no dia e de -9,65% na semana.

Lembrando que, dependendo da escolha da empresa e do momento, do dia, você pode ter lucro ou prejuízo no investimento. Claro, se você realizar a venda, pois pode reverter em outro momento.
Detalhe nas realizações, se você vender menos de R$ 20.000,00 no mês, mesmo com grande lucro, será isento de IR, Imposto de Renda.

Publicado por Luis Panizo

Estudioso em investimentos gerais e economia.

%d blogueiros gostam disto: