Ações

Vamos conhecer mais sobre investimentos. Começamos falando sobre Renda Fixa, Poupança e Tesouro Direto. Agora entramos na renda variável, iniciando pela letra “a” de ações. Com a queda dos juros e o recorde da Bolsa de Valores, muitas pessoas têm procurado investir em ações. Mas vamos entender melhor os detalhes.

Uma Ação é a menor parte que compõe o capital social de uma empresa de sociedade anônima, S.A. É um título patrimonial que concede aos seus titulares, os acionistas, todos os direitos e deveres de um sócio, conforme a quantidade de ações possuídas.

Apesar de todas as companhias ou sociedades anônimas terem o seu capital dividido em ações, somente as ações emitidas por companhias registradas na CVM, Comissão de Valores Mobiliários, chamadas companhias abertas, podem ser negociadas publicamente no mercado, na Bolsa de Valores.

Atualmente, as ações são escriturais, mantidas em contas de depósito, em nome dos titulares, e a propriedade é comprovada pelo Extrato de Posição Acionária. As ações devem ser sempre nominativas, não mais sendo permitida a emissão e a negociação de ações ao portador ou endossáveis.

As ações podem ser de diferentes espécies e direitos aos seus acionistas. Pode ser: Ação Ordinária, ou ON, que tem como principal característica dar ao seu titular direito a voto nas Assembleias de acionistas; e a Ação Preferencial, ou PN, sem o direito de voto, mas com prioridade na distribuição de dividendos ou no reembolso de capital, até recebendo percentual maior na distribuição dos lucros.

As Ordinárias normalmente são identificadas pelo código da ação, com 4 letras que identificam a empresa, e terminando em 3. Exemplo: PETR3. As Preferenciais têm, principalmente, o código 4. Exemplo: PETR4. Ambas são ações da Petrobras, mas com direitos diferentes.
Também existem as Units, uma combinação de ações ON e PN. Exemplo: KLBN11, da empresa Klabin, que combinam os dois tipos de ações e seus devidos direitos. As vezes, o acionista que adquiriu 1 ação Unit, adquiriu uma combinação de 3 ações PN e 1 ON, sem direito de negociá-las separadamente, somente como Unit.

Emitir ações é uma das maneiras que as empresas têm para levantar recursos. Para se tornarem acionistas de uma empresa e, com isso, poderem participar dos seus lucros, os investidores precisam comprar os papéis. Estes valores, em geral, financiam investimentos necessários para que a empresa cresça e prospere.

Quando uma empresa se torna uma companhia de capital aberto, recebendo novos sócios, ela realiza uma oferta de ações ao mercado negociadas no pregão da Bolsa de Valores, chamado de Oferta Pública Inicial ou, em inglês, IPO, Initial Public Offering.

Essas operações normalmente são bem grandes, podendo atingir a casa das centenas de milhões de reais.

Posteriormente, as ações negociadas na Bolsa de Valores são ações mudando de proprietário e o valor não vai mais para o caixa da empresa e sim para o vendedor, o acionista anterior.

Para ser um acionista e fazer parte destas negociações, o interessado precisa ter uma conta numa corretora ou banco que tenha o serviço. Na maioria das vezes esta conta é fácil de ser aberta e não tem custos. Podendo negociar diretamente no computador, através do Home Broker, plataforma de negociações conectada à corretora, ou por telefone, com a mesa de negociações. Existem corretoras sem taxas para negociações no Home Broker.

Será que o antigo sonho de pegar o fundo de garantia, sair do emprego para ser seu próprio chefe, gastar tudo para abrir uma empresa, pagar aluguel, contador, taxas e impostos, além dos riscos, é melhor do que ser acionista de uma das grandes empresas brasileiras consolidadas ou até internacionais e que dão lucro? Claro que também tem riscos.
E, falando em riscos, lembrem sobre o seu Perfil de Investidor, primeira coisa que perguntam numa corretora ou banco. Se você é Conservador, normalmente não permitem negociar ações.
Estude, pense. Buscar conhecimento é o primeiro passo e o mais seguro.

Dúvidas ou sugestões, entre em contato.

Publicado por Luis Panizo

Estudioso em investimentos gerais e economia.

%d blogueiros gostam disto: