IPCA

O IPCA, Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, de abril foi de 0,31%, ficando abaixo da taxa de março, que foi de 0,93%. Em abril de 2020, havia sido de -0,31%. No ano, o índice acumula alta de 2,37%.

Dos 9 grupos de produtos e serviços pesquisados, 8 tiveram alta em abril. A maior variação, de 1,19%, vieram de Saúde e cuidados pessoais, devido principalmente aos produtos farmacêuticos, que apresentaram variação de 2,69%.
A segunda maior alta foi de Alimentação e bebidas, com 0,40%.

A única queda foi dos Transportes, com -0,08%, após duas altas seguidas, influenciado pelos combustíveis, com -0,94%.

No grupo Alimentação e bebidas, a alta de 0,40% é devido a alimentação no domicílio, com 0,47%. A maior contribuição veio das carnes, com 1,01%, seguida pelo leite longa vida, 2,40%, o frango em pedaços, 1,95%, e o tomate, 5,46%. As frutas trouxeram um refresco, com queda de -5,21%.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, baseado em famílias com rendimento entre 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange 10 regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília.

Para o cálculo do índice, foram comparados os preços coletados entre 30 de março e 29 de abril de 2021, com os preços vigentes entre 2 e 29 de março de 2021.

Publicado por Panizo

Estudioso do Mercado Financeiro e Investimentos. Em curso de Assessor Autônomo de Investimentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: