Indústria

A produção industrial caiu 2,4% em março, comparado a fevereiro, com ajuste sazonal. Segundo dados anunciados hoje pelo IBGE.
Comparado a março de 2020, a indústria cresceu 10,5%. Sétima taxa positiva consecutiva e a maior desde junho de 2010, quando apresentou alta de 11,2%. A indústria acumula alta de 4,4% no primeiro trimestre deste ano. Mas o acumulado em 12 meses foi de -3,1%.

Comparado a março de 2020, todas as grandes categorias econômicas apresentaram alta. Bens de Capital subiu 29,6%, Duráveis subiu 12%, Bens Intermediários subiu 9,9%, Bens de Consumo subiu 7,5%, Semiduráveis e não Duráveis subiram 6,2% e Indústria Geral subiu 10,5%.

Entre as atividades, a que caiu mais foi a de veículos automotores, reboques e carrocerias, com -8,4%, terceiro resultado negativo consecutivo.
Outras que caíram bem, foram: confecção de artigos do vestuário e acessórios, -14,1%; outros produtos químicos, -4,3%; de produtos farmoquímicos e farmacêuticos, -9,4%; de couro, artigos para viagem e calçados, -11,2%; e de móveis, -9,3%.

As 11 atividades que apresentaram crescimento na produção foram: indústrias extrativas, 5,5%; outros equipamentos de transporte, 35%; e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, com 1,7%.

Publicado por Panizo

Estudioso do Mercado Financeiro e Investimentos. Em curso de Assessor Autônomo de Investimentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: